O Tráfico de Pessoas é um crime contra a humanidade e assim deve ser tratado!

Como novo mecanismo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, foi idealizado o site www.traficodepessoas.org. O objetivo é criar um amplo debate das Instituições e da Sociedade Civil, para estabelecer princípios, diretrizes e ações de prevenção, repressão ao crime e atendimento às vítimas.

O site servirá como novo canal de denúncia; de articulação da Sociedade Civil para ações de prevenção, por meio de campanhas e mobilizações nas redes escolares; e para auxílio na implementação e fiscalização de políticas públicas de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Em conjunto com as instituições e da sociedade civil o site terá como atribuições no enfrentamento ao tráfico de pessoas:

I. Promover estudos para o aperfeiçoamento da legislação relativa ao tráfico de pessoas e crimes correlatos;

II. Ampliar e detalhar o conhecimento nas instâncias e órgãos envolvidos na repressão ao crime e responsabilização dos autores;

III. Fomentar a cooperação entre órgãos federais, estaduais e municipais envolvidos para atuação articulada na repressão e responsabilização;

IV. Sugerir a criação e o aprimoramento de instrumentos;

V. Desenvolver programas preventivos de combate;

VI. Fomentar a cooperação internacional;

VII. Divulgar projetos artísticos e culturais focados no tráfico de pessoas;

VIII. Auxiliar na capacitação dos integrantes dos Conselhos Tutelares, de Segurança e outras instituições com potencial para identificação e prevenção;

IX. Informar a respeito das ações dos Núcleos de Enfrentamento e demais instituições que atuam na prevenção, repressão e/ou na atenção às vítimas.

O site é sem fins lucrativos e visa tão somente prestar um serviço de utilidade pública!

Todos estão convidados a participar do projeto, com ideias, sugestões de conteúdo, artigos, imagens, links úteis, informações, pesquisas e dados, mensagens e tudo que julgarem interessante para a construção deste espaço de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas!

“Grandes males não se curam senão com grandes remédios, e estes não se aplicam sem grande resolução.” (Pe.Antônio Vieira)

Tenhamos uma grande resolução!